Machado de Assis


Photo of the author

Information about the author

  • Full name: Joaquim Maria Machado de Assis
  • Pseudonym(s): As., M.-as., M. A., M. de A., Dr. Semana, Gil, M., Sileno, J., Job, J. J., Victor de Paula, Platão, Y., Lara, Manassés, Eleazar, Lélio, João das Regras, Malvólio, Victor de Paulo, Boas Noites
  • Birth: 1839 - Rio de Janeiro, RJ
  • Decease: 1908 - Rio de Janeiro, RJ
  • Description: Poeta, romancista, contista, cronista, teatrólogo, crítico literário. Foi também tipógrafo, oficial da secretaria de agricultura, comércio e obras públicas em 1873, diretor da diretoria de comércio, participando da comissão que organizou a reforma da legislação de terras em 1878, membro do conservatório dramático, e oficial da Ordem da Rosa.

Source(s) of data

  • COUTINHO, Afrânio; SOUSA, José Galante de. Enciclopédia de literatura brasileira. Rio de Janeiro: Fundação Biblioteca Nacional; Academia Brasileira de Letras, 2001. 2 v. ISBN 8526007238
  • BLAKE, Augusto Victorino Alves Sacramento. Diccionario Bibliographico Brazileiro. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1883. 7 v.

Source: https://pt.wikipedia.org/wiki/Machado_de_Assis

Joaquim Maria Machado de Assis (Rio de Janeiro, 21 de junho de 1839 — Rio de Janeiro, 29 de setembro de 1908) foi um escritor brasileiro, considerado por muitos críticos, estudiosos, escritores e leitores um dos maiores senão o maior nome da literatura do Brasil. Escreveu em praticamente todos os gêneros literários, sendo poeta, romancista, cronista, dramaturgo, contista, folhetinista, jornalista e crítico literário. Afro-descendente, testemunhou a Abolição da Escravatura e a mudança política no país quando a República substituiu o Império, e foi grande comentador e relator dos eventos político-sociais de sua época.

Nascido no Morro do Livramento, Rio de Janeiro, de uma família pobre, mal estudou em escolas públicas e nunca frequentou universidade. Os biógrafos notam que, interessado pela boemia e pela corte, lutou para subir socialmente abastecendo-se de superioridade intelectual. Para isso, assumiu diversos cargos públicos, passando pelo Ministério da Agricultura, do Comércio e das Obras Públicas, e conseguindo precoce notoriedade em jornais onde publicava suas primeiras poesias e crônicas. Em sua maturidade, reunido a colegas próximos, fundou e foi o primeiro presidente unânime da Academia Brasileira de Letras.

Sua extensa obra constitui-se de nove romances, duzentos contos, dez peças teatrais, cinco coletâneas de poemas e sonetos, e mais de seiscentas crônicas. Machado de Assis é considerado o introdutor do Realismo no Brasil, com a publicação de Memórias Póstumas de Brás Cubas (1881). Este romance é posto ao lado de todas suas produções posteriores, Quincas Borba, Dom Casmurro, Esaú e Jacó e Memorial de Aires, ortodoxamente conhecidas como pertencentes a sua segunda fase, em que se notam traços de pessimismo e ironia, embora não haja rompimento de resíduos românticos. Dessa fase, os críticos destacam que suas melhores obras são as da Trilogia Realista. Sua primeira fase literária é constituída de obras como Ressurreição, A Mão e a Luva, Helena e Iaiá Garcia, onde notam-se características herdadas do Romantismo, ou "convencionalismo", como prefere a crítica moderna.

Sua obra foi de fundamental importância para as escolas literárias brasileiras do século XIX e do século XX e surge nos dias de hoje como de grande interesse acadêmico e público. Influenciou grandes nomes das letras, como Olavo Bilac, Lima Barreto, Drummond de Andrade, John Barth, Donald Barthelme e outros. Ainda em vida, alcançou relativa fama e prestígio pelo Brasil, contudo não desfrutou de popularidade exterior na época. Hoje em dia, por sua inovação e audácia em temas precoces, é frequentemente visto como o escritor brasileiro de produção sem precedentes, de modo que, recentemente, seu nome e sua obra têm alcançado diversos críticos, estudiosos e admiradores do mundo inteiro. Machado de Assis é considerado um dos grandes gênios da história da literatura, ao lado de autores como Dante, Shakespeare e Camões.

Title Genre Year
Title Author(s) Genre Year
Os intelectuais e o Espiritismo Ubiratã Paulo Machado Crítica, teoria ou história literária 1983
Novos estudos críticos José Maria de Albuquerque Belo Crítica, teoria ou história literária 1917
Machado de Assis e Joaquim Nabuco [1923] Graça Aranha;Joaquim Nabuco;Machado de Assis Cartas;Crítica, teoria ou história literária 1923
O viajante imóvel: Machado de Assis e o Rio de Janeiro de seu tempo Luciano Trigo Crítica, teoria ou história literária 2001
Machado de Assis e Joaquim Nabuco [1924] Graça Aranha;Joaquim Nabuco;Machado de Assis Cartas;Crítica, teoria ou história literária 1924
De poeta a editor de poesia Fabiana Gonçalves Crítica, teoria ou história literária 2015
Machado de Assis e a filosofia Sílvia Maria Azevedo Crítica, teoria ou história literária 2010
A vira volta machadiana Roberto Schwarz Crítica, teoria ou história literária 2004
Machado de Assis, paisagista Roger Bastide Crítica, teoria ou história literária 1940
Peregrinações da ironia romântica de Machado de Assis Cilaine Alves Cunha Crítica, teoria ou história literária 2008
A bíblia de Mrs. Oswald ou os cochilos do Bruxo Marta de Senna Crítica, teoria ou história literária 2008
Machado de Assis, o outsider estabelecido Richard Miskolci Crítica, teoria ou história literária 2006
Romero, Araripe, Veríssimo e a recepção crítica do romance machadiano Hélio de Seixas Guimarães Crítica, teoria ou história literária 2004
A ironia trágica de Machado de Assis Patrick Pessoa Crítica, teoria ou história literária 2007
A forma shandiana: Laurence Sterne e Machado de Assis Sérgio Paulo Rouanet Crítica, teoria ou história literária 2006
Title Library Genre Year
Annual production of the author
Literary genres of the author
Beginning year Ending year Description
1889 1889 Proclamação da República, em 15/11
1888 1888 Abolição da Escravatura
1852 1852 Inauguraçao das primeiras linhas telegráficas do Brasil
1861 1861 Brasil e Inglaterra rompem relações diplomáticas
1861 1861 O Paraguai declara guerra ao Brasil - Solano Lopes invade o Mato Grosso
1865 1870 Guerra do Paraguai
1840 1840 Golpe da Maioridade de D. Pedro II
1842 1842 Revolução Liberal em São Paulo e Minas Gerais
1848 1848 Rebelião Praieira em Pernambuco
1850 1850 A Lei Eusébio de Queiroz extingue o tráfico negreiro
1854 1854 Inauguração da primeira estrada de ferro do Brasil
1871 1871 Lei do Ventre Livre, declara libertos os filhos de escravos, nascidos a partir dessa data
1867 1867 Inauguração da estrada de ferro Santos-Jundiaí
1870 1870 Lançamento da Campanha Republicana no RJ
1873 1873 Primeiro Congresso do Partido Republicano Paulista
1875 1875 Fim da Questão Religiosa
1855 1855 Início da carreira literária de Machado de Assis
1840 1889 Segundo Reinado - D. Pedro II governa o Brasil
1850 1870 Apogeu do Império no Brasil
1870 1889 Declínio do Império no Brasil
1871 1871 Comuna de Paris
1848 1848 Publicação do Manifesto Comunista
1857 1857 Cultura: Flaubert publica Madame Bovary
1870 1870 Intelectuais portugueses debatem idéias anti-burguesas e anti-românticas
1885 1885 Lei dos Sexagenários
1878 1878 "Batalha do Parnaso" - manifestações anti-românticas do RJ
1889 1890 Encilhamento
1891 1894 Governo Floriano Peixoto
1859 1859 Ciência: Darwin lança A Origem das Espécies
1864 1865 Guerra contra Aguirre, do Uruguai
1845 1845 Morse inventa o telégrafo elétrico
1850 1850 Criação da província do Amazonas
1851 1852 Conflito: Guerra contra Rosas e Oribe
1861 1865 Guerra da Secessão nos Estados Unidos
1867 1867 Publicação de "O Capital", de Carl Marx
1882 1882 Escola do Recife
1893 1893 Revolta da Armada
1894 1898 Política: Governo Prudente de Morais
1898 1902 Governo Campos Sales
1902 1906 Política: Governo Rodrigues Alves
1907 1907 Afonso Pena aprova a Lei do Serviço Militar Obrigatório
1891 1891 promulgada a primeira Constituição Republicana brasileira
1884 1884 Extinção da escravidão no Ceará, Maranhão, Amazonas e alguns municípios do RS
1886 1886 Fundação da Sociedade Promotora de Imigração
1890 1890 Eleita a Assembléia Constituinte
1890 1890 Primeiras revoltas das categorias profissionais urbanas
1883 1883 Início da Questão Militar
1892 1892 Revolução Federalista do Rio Grande do Sul
1897 1897 Cultura: Inauguração da Academia Brasileira de Letras
1897 1897 Destruição do Arraial de Canudos
1896 1897 Revolta de Canudos
1891 1891 Deodoro da Fonseca fecha o Congresso Nacional
1893 1893 Revolução Federalista no sul
1904 1904 Revolta da Vacina
1850 1850 Inauguração da linha de vapores do Rio de Janeiro para a Europa
1861 1861 Rompimento de relações entre Brasil e Inglaterra (Questão Christie)
1901 1901 Cisão no Partido Republicano Paulista
1902 1902 Segundo Congresso Socialista Brasileiro em São Paulo
1906 1906 Convenção de Taubaté (medidas de proteção ao café)
1907 1907 Pablo Picasso expõe o quadro Les Demoiselles d´Avignon, em Paris, inaugurando o cubismo
1869 1869 Inauguração do canal de Suez
1906 1906 Em Paris, Santos Dumont voa com o 14-BIS
1908 1908 Chegam ao Brasil os primeiros imigrantes japoneses (781 pessoas)
1894 1894 Inauguração da Biblioteca Infantil Quaresma
1841 1841 Os governos de Buenos Aires e britânico firmam um tratado contra o tráfico de escravos
1841 1841 El Salvador se constitui em república unitária e independente das outras repúblicas da América Central
1843 1843 Começa o estado de sítio de Montevidéu, com as tropas do Governo de Rosas
1852 1852 Conflito: Batalha de Monte Caseros (Argentina). General Urquiza derrota o presidente Rosas
1876 1876 Conflito: assinatura do tratado de paz que pôs fim à guerra entre Argentina e Paraguai
1900 1900 O Senado dos Estados Unidos ratifica a decisão da Conferência de Paz de Haya sobre a criação de um Tribunal Penal Internacional.
1895 1895 A Coreia declara a sua independência da China
1876 1876 Ciência: Graham Bell patenteia o telefone, sua invenção
1880 1880 O Congresso espanhol vota a abolição da escravidão em Cuba
1893 1893 Antes do cientista Guglielmo Marconi testar seu primeiro experimento, o padre brasileiro Roberto Landell realizou, do alto da Avenida Paulista para o alto de Santana, as primeiras transmissões de telegrafia e de telefonia sem fio
1906 1906 Um pacto policial entre Brasil, Argentina, e Uruguai é firmado contra o movimento anarquista nos três países
1896 1896 Ciência: o físico francês Henri Becquerel descobre uma nova propriedade da matéria, a radioatividade
1857 1857 08/03 - ataque incendiário da polícia causa morte de 129 operárias americanas, na fábrica Cotton, em Nova York. Na data, foi instituído o Dia Internacional da Mulher.
1844 1844 Segundo Reinado: D. Pedro II anistia os líderes da revolução de 1842


Comments are the sole responsibility of the authors and do not represent the views of this repository. If you find something that violates the terms of use, report it by clicking the report button.

Joaquim Trindade Silva

17-01-2013 10:20
A vida eterna

Vou começar a ler. Mas, começo por agradecer a vossa disponiblidade e gratis para podir ler em edição digital, não é que não prefira ter a posse da obra.Mas, atendendo ás novas técnologias ao nosso dispôr porque não as usarmos, já que pagamos imenso dinheiro em nete ilçimitada. Mais uma vez Obrigado pela oportunidade. Trindade-Portugal

0